Variedades


Aqui tem: Artesanato, Decoração, Receitas Doces e Salgadas, Jardinagem, Natureza, Como fazer, PAP, Vendas, Encomendas e muito mais...
Vamos viajar comigo...

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Técnica da Pátina Envelhecida




Como o próprio nome diz técnica usada para envelhecer ou dar aparência de muito uso, permite as mais variadas combinações de cores e tons.

Materiais a serem utilizados:

-Tinta cor branco neve diluída conforme recomendação do fabricante, preparada com corantes .
-Corantes azul rei, amarelo, ocre e preto (ou aqueles que gostar)
-Palha de aço
-Cera incolor em pasta
-Betume diluído com aguarrás
-Dois(2) pincéis, um para cada cor de tinta, ou se preferir, 1 único pincel bem lavado para ser usado com a(s) outra(s) cor(es)
-Estopa ou retalhos de malha
-Flanela ou pano macio para lustrar.
A ferramenta principal para esta técnica é a palha de aço ou bombril.
Quanto mais fina for a "boneca" de palha de aço, mas "requintado" será o acabamento.
Quanto mais grossa, mais rústico será.
Enrola-se nas palmas das mãos o bombril até conseguir fazer uma bolinha.
Faça várias bolinhas mais ou menos do mesmo tamanho e com a mesma quantidade de material.

DICAS:

Não há a necessidade de se enrolar com força.
Quanto menor a pressão, mais os fios soltos se encaixam e entram para o interior da "boneca".
Devem ser feitas tantas "bonecas" quantas forem necessárias para a conclusão do serviço, uma vez que a tinta deve estar ainda recente e molhada para se riscar a peça ou a superfície.

PAPLimpar a superfície a ser aplicada a técnica.

Preparar a tinta que servirá de fundo para a superfície já pronta e pintada de branco.

SUGESTÃO:

Esta técnica fica excelente com fundo bege e acabamento em azul.
A cor bege foi obtida pela mistura dos corantes ocre, preto e amarelo, em proporções pequenas de preto ( uma ou duas gotas para "fechar" o ocre e o amarelo).

Pintar a peça com pincel ou rolo.
Não esqueça em qualquer técnica, a aplicação da tinta deverá ser no sentido dos "veios" da madeira.
Espere secar completamente.
Em peças de madeira, sempre arranhar com palha de aço no sentido dos "veios", nunca transversal ou perpendicularmente.
Com a cera incolor em pasta, aplicar uma primeira demão com uma estopa ou pano de algodão e esperar secar por uns 15 minutos
Com um pedaço de estopa limpa, pano de malha de algodão ou flanela, (verifique se a peça já esta bem seca para não remover a tinta bege), lustrar com cuidado.
Este processo deverá ser feito 3 vezes para que se obtenha um acabamento bonito.
Preparar a tinta cor azul, em tonalidade forte, (colonial) e passar na peça após o último lustre.
Após secagem completa.
Com um pedaço de estopa ou malha de algodão, passar cera novamente na peça (desta vez, uma demão sómente).
Lustrar a peça com estopa ou flanela limpa, espere secar por meia hora.
Prepare o betume diluído em aguarrás, as bonecas de bombril ou palha de aço fina e passe uma demão do betume em toda a peça ou superfície.
O betume suja muito as mãos é melhor usar luvas plásticas ou cirúrgicas.
Em seguida, retirar o excesso de betume com pedaço de malha ou estopa.
Com a "boneca" de bombril, passar na peça, arranhando-a num único sentido e fazendo os riscos paralelos entre si.
Se preferir, passar, às vezes, um pouco inclinado, dando aparência de peça mais envelhecida e usada ao longo do tempo.
As riscas paralelas dão uma aparência menos natural, porém com um belo acabamento.
Poderá surgir na peça um esverdeado, resultado da mistura do betume com o azul e o bege, o que dá um bonito efeito na peça
Deixar secar bem a peça, de preferência de um dia para outro.
Encerar e lustrar.
A peça poderá ser envernizada com verniz fosco ou brilhante, ao invés de encerar.
Esta técnica pode ter muitas variações desde as cores aos riscos e acabamentos.
Tudo dependerá de gosto e um pouco de prática.

Um comentário:

Anônimo disse...

achei bonito , mas deveria ser postado no youtube, assim aprenderia melhor

Google+ Followers

Vale e muito!!! Seja forte...